Your Nav Bar Here

1.4.12

Everybody lies.

1º de Abril. Dia da mentira. Dia das petas. Dia dos tolos. Dia dos bobos. 


Dia de Gregory House. Nada mais justo do que ilustrar esse post com o meu lindo britânico Hugh Laurie. Eu não posso com esse sorrisinho lindo, sabe gente? Te amo, seu puto!


Deixando as minhas declarações de lado, acho bizarramente engraçada a maneira como esse dia é tão significativo na vida da gente. Não estou falando das piadinhas e nem das pegadinhas. Todo mundo já se cansou da maioria, apesar de fazer uso delas todo santo ano. Hoje, querendo ou não, esse dia tem a sua importância se formos parar para pensar só um cadinho. 


Segundo o nosso santo Google - que eu amo muito também - a tradição de 1º de abril surgiu no país dos nossos queridinhos Franceses no século XVI envolvendo calendários, crenças e todos esse blá blá blá de gente que adora infernizar a vida de quem crê em algo. Então, vamos deixar essa ladainha de lado e falar logo sobre isso de uma outra maneira. 


A questão é que eu admiro esse dia muitíssimo porque, de fato, todo mundo mente. E não digo isso só porque sou obcecada e assisto há anos a série do cara que mente da maneira mais fodástica do mundo, mas sim porque querendo ou não isso é real. Todo mundo mente. Sem exceções. Seja uma mentira grande, pequena, relevante ou irrelevante. A mentira está aí sendo usada de um jeito bom ou ruim, dependendo das circunstâncias.


Claro que tem muita gente que odeia a mentira. Culpa Deus e o universo por cada uma que teve que enfrentar ao longo da vida. Eu não sei se sou exceção ou uma espécie estranha de outro planeta habitando este aqui, mas eu não consigo odiar a mentira. Não me entendam mal. Não sou uma cretina sem pai e sem mãe que nunca me ensinaram que mentir é feio e papai do céu não gosta. Muito pelo contrário. Não posso me considerar uma mentirosa experiente porque todo mundo mantém segredos e precisa mentir sobre eles. Tem muita gente que usa a mentira como uma forma de se proteger. Eu já fiz e ainda faço isso muitas vezes. 


Todo mundo possui a ideia de que mentir é errado. É claro que é. Ninguém disse que mentir é certo ou algo que você deve se orgulhar. O que todo mundo espera é que você ao menos saiba mentir direito. Mentir muitas vezes é conveniente e preciso, como no caso de receber uma noticia ruim sobre a morte de alguém ou quando você precisa mentir para não ferir os sentimentos de uma pessoa que você gosta muito. 


Muita gente confunde omissão com mentira. Isso é algo completamente diferente. Tem coisas que as pessoas não precisam saber. A maneira como você usa, cria, diz ou faz a sua mentira é o que vai te definir como uma pessoa que mente para o bem ou alguém cretino que só sabe se aproveitar de algumas situações.


Gosto do dia da mentira e sabe por que? A gente passa 365 dias do ano mentindo sobre praticamente tudo e então, no dia da mentira, algo bizarro acontece. Algumas pessoas aproveitam essa data exatamente para fazer o contrário do que ela representa. A maioria diz a verdade em forma de mentira.


Muitas declarações de amor são feitas nesse dia porque se nada der certo, existirá a desculpa de que foi apegas uma piada. Uma brincadeira e que não foi nada sério, entendeu? É sempre mais fácil se esconder atrás de algo que possa te proteger de qualquer rejeição. 


Mentir é ter um certo poder em mãos. Se você sabe mentir perfeitamente, está aí o seu poder. Ninguém nunca desconfiará, a não ser pelo fato de que a mentira tem sim perna curta. Ela é tão autodestrutiva quanto a verdade. A unica diferença que temos entre as duas é que mentir apenas alivia a dor que pode ser sentida no momento. Já a verdade chega com uma porrada só. A verdade dói, mas por alguma razão inexplicável, a mentira descoberta se torna algo bem pior.


"Verdades começam com mentiras."


Eu nunca quis entender porque as pessoas gostam de mentir. Nunca quis entender porque as pessoas não gostam de mentir. É errado. É certo. É feio. É bonito. É estranho. É perigoso. É seguro. É aceitável. É também, inaceitável. As pessoas sempre esquecem. Pode parecer algo louco e pretensioso de dizer, mas ninguém tem uma memória de elefante. Todo mundo esquece quando a mágoa passa, mas a confiança dificilmente é estabelecida novamente. Muitas coisas sofrem consequências e se perdem.


Minta, mas carregue a sua verdade segura no seu bolso. Dê uma olhada para ver se ele não está furado. Mentir nunca será o problema, o problema é você acreditar na sua própria mentira. 




Yasmin Back

7 comentários:

  1. A mentira bem contada e não descoberta torna-se uma verdade.

    ResponderExcluir
  2. Adoro seu blog! Estava a espera de um post novo. E quanto ao post: foda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz em saber, menina Luana e Obrigada.

      Excluir
  3. A mentira pode ter perna curta, mas é fato que ela caminha conosco durante nossa vida inteira, todo mundo mente, todo mundo tenta parecer mais legal, mais inteligente, mais confiável, e mesmo que a tal mentira seja contada pelo mais nobre motivo, ainda é uma mentira. O maior mentiroso é aquele que diz que não mente. Adorei o seu texto e sou apaixonada pelo seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que nos diferencia de cada um é a maneira como lidamos com a mentira.
      Mentir é mentir, e isso não muda.
      Obrigada pela visita, moça. Esteja sempre à vontade para voltar.

      bjs.

      Excluir
  4. "Mentiras sinceras me interessam"
    Yasmin, sua lindona, por que escreves tão bem?
    Seu texto vicia!
    Beijos
    Sah


    ____________________________
    saahandradee.blogspot.com.br
    @qualsabrina
    @raasck
    ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina Sabrina!
      Muuuuuito obrigada pela visita. Fico super feliz em saber
      que os meus escritos agradam sua pessoa. *-*

      Hahaha.

      Beijos, fofona. ♥

      Excluir